Domingo, 28 de Janeiro de 2007

O PRIMEIRO ACTO.

 

 

 

 

 

 

O PRIMEIRO ACTO

 

 

 

            Vimos ao mundo imundos, frágeis, totalmente incompetentes e por iniciativa de terceiros.

 

            Chegamos por expulsão e a primeira coisa que temos de fazer é chorar como iniciação à elementar respiração. Depois lavam-nos e entregam-nos a quem nos fez. E, para o bem e para o mal, é de quem vamos, em primeira instância, depender.

 

            Inicia-se uma vida que não é sempre uma caminhada poética mas mais uma avalanche que leva tudo na passagem. Seja lá o que for que venha a ser, será invariavelmente o mais acabado mistério. A mais rematada surpresa. Até ao último momento.

 

            Não, não é igual nascer em Paris ou no mato da Etiópia, nem é igual nascer hoje ou ter nascido na Idade Média, no seio de uma família rica ou numa família miserável. Onde se nasce, quando se nasce ou de quem se nasce faz mesmo toda a diferença. Em qualquer dos casos se poderá ser feliz ou infeliz mas serão felicidade ou infelicidade incomparáveis.

 

            De resto a vida é muito mais que uma questão moral: pode castigar-se alguém com a morte como se pode castigar alguém com a vida.

 

            A vida é mesmo a coisa mais bela que pode acontecer a qualquer um, mas...a qualquer preço? (Tem preço sim. A vida tem sempre um preço: a de um pode até custar a de muitos outros).

 

            Na lógica controladora da civilização criam-se normas onde nunca cabem todos. A própria democracia se satisfaz em contemplar a vontade de metade mais um. Aos outros resta acatar e passar a pertencer à maioria ou, por não querer, não saber ou não poder, não cumprir e, consequentemente, ser condenados.

 

            Cada um sabe de si mais que todo o resto do mundo. Não nos precipitemos, portanto, a ajuizar constantemente as opções dos outros.

 

 

 

 

 

 


Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2007

ÀS MÁSCARAS...!!

            É a hora de arejar as máscaras. As máscaras do carnaval, quero dizer.

 

 

 

 

 

 


Publicado por anarka às 21:41
LINK DO POST | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 7 de Janeiro de 2007

O MELHOR DO MUNDO!!

 

 

 

 

            Licor de leite, o melhor licor do mundo!!

            É a altura certa de prepará-lo para o Natal deste novo ano: como todas as bebidas alcoólicas de grande qualidade, vai precisar de tempo para se tornar “macio”.

 

 

            Preparemos um litro de leite, um litro de álcool alimentar, um quilo de açúcar , um limão galego às rodelas (não usamos os extremos porque amargam), uma vagem de baunilha em duas metades, 50 gramas de chocolate raspado e um copo de água. Tentamos adivinhar o sabor e o odor da mistura destes ingredientes enquanto os reunimos...

 

             Numa terrina de louça comecemos por pôr o açúcar e juntemos-lhe o álcool,

...depois, o leite e a água,

...as rodelas de limão, a baunilha e o chocolate .

    

            Mexamos tudo muito bem pela primeira vez. Vamos fazê-lo todos os dias, pelo menos uma vez, durante uma semana.  

            Mantenha-mo-lo tapado. 

 

 

            Num ápice se passaram sete dias!

            Com a nossa ajuda todo o açúcar se dissolveu e os perfumes e essências dos vários componentes foram extraídos pelo álcool.

 

 

            Filtremo-lo.

   

 

             Cor de ouro, tem o exacto sabor que o ouro devia ter... daqui a um ano!

  

 

 

            Licores, bombons e todas as coisas raras e extraordinárias da vida usam-se com cerimónia e parcimónia ou então a vida torna-se numa montanha de coisas banais que primeiro viram insípidas e depois fastidiosas.

 

 

 

 

 

                             

 

 


NATUREZA MORTA

 

 

 

            Quando é que deixo de olhar só para mim?

 

            Tenho de procurar-me nos outros, na natureza, no cosmos e mesmo para além dele! Quanto mais longe de mim me descobrir maior hei-de ser. Inevitavelmente!

 

            Há quem viva com quase nada e quem viva com quase tudo. Mas quase todos precisam ter a arte de viver apenas com o possível. Sem que isso seja um drama, um castigo ou uma indignidade.

 

            Se forçarmos, todos, o nível das nossas necessidades inviabilizaremos o futuro. E o futuro não é nosso!

 

            Não somos obrigados a aceder a todos os nossos direitos. Podemos ter de prescindir de alguns se isso for da nossa própria conveniência ou se disso depender a sobrevivência de terceiros.

 

            Já asfixiámos os ares onde voam as aves, já turvámos as águas onde navegam os peixes, já liquidámos florestas luxuriantes onde pastam feras. Os dias são cinzentos e as chuvas ácidas, os mares estão negros e os rios cheiram mal, os campos estão desérticos e as cidades enormes e sujas...

 

            Seremos capazes de ser mais simples para que se continue a ser?...Se não formos, um dia  não haverá amanhã!

 

 

 

 


Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


procurar neste blog

 

KOISAS RECENTES

"RAP" DISSÍLABO.

UM QUARTO PARA DESCANSAR,...

ESTAR NO 1º ANDAR

UM HALL, UM WC, UMA ESCAD...

A SALA

A COZINHA

A NOVA CASA

AS FORÇAS DA PRIMAVERA.

AS NUVENS, A RIBEIRA E O ...

QUARESMA.

...NO DIA DE S. JOÃO...

A CRISE

PINTADAS DE FRESCA

O FOGÃO

ANGRA ANTIGA E NAIF

LATAS, GARRAFAS E FRASCOS...

DESENHO

COMEMORANDO...

TEATRO

PEQUENÍSSIMA

O SILÊNCIO E O ESCURO

A DIFERENÇA

MONSTROS E MAMARRACHOS

O PÃO E O PETRÓLEO

A CASA PRETA

PAGO PARA VER

MUSAS

DIA MUNDIAL ? DA CIANÇA

SEGUNDA FEIRA

RESTOS

KOISAS VELHAS

Novembro 2010

Outubro 2010

Abril 2010

Março 2010

Junho 2009

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

RUBRIkAS

ana'krónika(8)

kritik'ando(11)

mitografias(4)

pir'opos(2)

pro''postas(7)

todas as tags

subscrever feeds

blogs SAPO

Logotipo

An'arka
2006 - Código

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o logotipo no teu blog)

Logotipo de outros blogs

Rapariga das Laranjas
Rapariga das Laranjas



Azoriana Blog

Contador

Música