Quinta-feira, 27 de Março de 2008

TEATRO


Sexta-feira, 21 de Março de 2008

PEQUENÍSSIMA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

o escritor lavra a palavra

 

mas se semeia uma ideia abstracta

 

que se torna para nós concreta

 

(uma ideia-objecto )

 

é porque se trata

 

de um poeta

 

um arquitecto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por anarka às 11:27
LINK DO POST | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Segunda-feira, 17 de Março de 2008

O SILÊNCIO E O ESCURO

 

 

   

 

 

 

 

 

 

         No rol dos bens escassos e em vias de extinção incluem-se já o silêncio e a escuridão.

 

 

         A cavalgada espasmódica do quotidiano gera volumes brutais de som e muito mais ainda de ruído. Incessantemente. Voluntária e involuntariamente. Por boas razões, por tudo, por nada...Produz tanto movimento, tanta cor e tanta forma, tanta luz, por deslocar tudo e todos, por disputar as atenções, para surpreender, para entreter e para alertar, para informar e para distrair...

         Tamanha congestão obsta a qualquer orientação. Fica-se perdido.

         Poucos apreciarão o silêncio e o escuro por longos tempos como poucos poderão dispensá-los em justas doses e em momentos adequados. Eles são ingredientes imprescindíveis ao repouso e à criação da circunstância para que cada um possa sentir o discurso do seu próprio espírito.

 

 

 

 

    

 

 

         Nas mega metrópoles onde se concentra a parafernália dos meios de vida moderna - e os direitos têm tendência a tornar-se em negócios - hão-de surgir "centros de silêncio" ou "trevódromos" onde, pagando uma fortuna, se acederá a uns momentos de vazio.

 

 

 

 

 

 

 

 


Sexta-feira, 14 de Março de 2008

A DIFERENÇA

 

 

 

 

 

 

         Milénios e milénios de evolução e aperfeiçoamento e a diferença continua a causar desconfiança, medo, repulsa, ódio e um ror de reacções primárias e irracionais. Por causas ancestrais e pela natureza humana as sociedades e as suas culturas foram tornando essas atitudes hereditárias e generalizadas. Já tínhamos, porém, obrigação de adoptar comportamentos mais inteligentes, mais justos e naturais, mais razoáveis, menos preconceituosos e empobrecedores.

 

         Aquele que não é como eu é perigoso, suspeito, indesejável...? E vice-versa? E no entanto quem decidirá qual de nós estará certo? Não podemos estar ambos certos ou ambos errados? Pelo menos em parte? Terá de ser mesmo assim: ou um ou outro?

 

         A diferença origina diversidade e a diversidade gera enriquecimento mútuo. Só mal intencionada ignorância, receio injustificado, falta de confiança infundada podem sustentar o contrário.

 

         As almas lavadas e os espíritos abertos não temem a diferença, apreciam-na e respeitam-na porque sendo-se diferentes é-se mais fundamentalmente iguais. Disso percebem muito as crianças... antes de serem “educadas”!

        

         Como era bela e diferença entre Neruda e o carteiro. Ao ponto de se tornarem quase gémeos ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Domingo, 9 de Março de 2008

MONSTROS E MAMARRACHOS

 

 

 

 

KRITIK’ANDO .X

(KRITIK’ANDO são reparos sobre coisas que nos saem ao caminho e nos alteram o resto do dia...)

 

 

 

 

 

 

         Senhoras Entidades Licenciadoras,

 

os vossos critérios de decisão continuam medonhos. Apesar de contornada a barreira psicológica do ano 2000, laborando, portanto, Vossas Senhorias inexoravelmente no século XXI.

 

         Deve baralhar completamente Vossas Senhorias a coexistência de tanta norma supranacional com a "tacanhezinha " local. Tudo conduzido por pessoal muito dado ao exercício do pequeno poder e pouco dedicado à boa solução dos problemas.

 

         E os resultados?! Uma vergonha, Senhoras Entidades Licenciadoras. Uma vergonha!

 

         O exemplo exposto é muito incómodo. Quem concebeu e propôs semelhante edifício? Com que explicação? Está tudo conforme o PDM? Cumpre os requisitos estéticos, ambientais, de segurança...?

 

         Deveria chamar-se "Edifício-Bairro-Social-Retro ” ou "Edifício-Expresso-Cor-De-Rosa ” e é muito difícil de engolir.

 

         Paciência, Senhoras Entidades Licenciadoras. Paciência!

 

 

 

 

RUBRIkAS:

Publicado por anarka às 20:58
LINK DO POST | Comentar | Adicionar aos Favoritos

Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


procurar neste blog

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

KOISAS RECENTES

"RAP" DISSÍLABO.

UM QUARTO PARA DESCANSAR,...

ESTAR NO 1º ANDAR

UM HALL, UM WC, UMA ESCAD...

A SALA

A COZINHA

A NOVA CASA

AS FORÇAS DA PRIMAVERA.

AS NUVENS, A RIBEIRA E O ...

QUARESMA.

...NO DIA DE S. JOÃO...

A CRISE

PINTADAS DE FRESCA

O FOGÃO

ANGRA ANTIGA E NAIF

LATAS, GARRAFAS E FRASCOS...

DESENHO

COMEMORANDO...

TEATRO

PEQUENÍSSIMA

O SILÊNCIO E O ESCURO

A DIFERENÇA

MONSTROS E MAMARRACHOS

O PÃO E O PETRÓLEO

A CASA PRETA

PAGO PARA VER

MUSAS

DIA MUNDIAL ? DA CIANÇA

SEGUNDA FEIRA

RESTOS

KOISAS VELHAS

Novembro 2010

Outubro 2010

Abril 2010

Março 2010

Junho 2009

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

RUBRIkAS

ana'krónika(8)

kritik'ando(11)

mitografias(4)

pir'opos(2)

pro''postas(7)

todas as tags

subscrever feeds

SAPO Blogs

Logotipo

An'arka
2006 - Código

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o logotipo no teu blog)

Logotipo de outros blogs

Rapariga das Laranjas
Rapariga das Laranjas



Azoriana Blog

Contador

Música