Sábado, 20 de Março de 2010

QUARESMA.

             …Antes do princípio Deus criou-Se e depois criou o Caos.

            ...E o Caos já continha aquilo que haveria de ser o Mundo e no Mundo já estava contido o que viria a ser o Homem. Sem mais nem menos importância que qualquer outra parte da criação.

            Circunstancialmente, porém, no decurso dinâmico do processo criado o Homem destacar-se-ia e, logo que tomou consciência disso, tornou-se arrogante cometendo, assim, o seu primeiro pecado…

            …E o Homem intuiu Deus, construiu-O à sua imagem e semelhança e afirmou: Deus criou o Homem à sua imagem e semelhança. Que lata!

            Na sua humana incapacidade para imaginar um Deus com poderes que o Homen não pode conhecer, multiplicou-O de modo a distribuir as várias tarefas que necessitava atribuir-Lhe. Nasceram “Olimpos” “Hollywoodesco”, cheios de personagens caprichosas que geriam com mil efeitos especiais, prosaicamente, os destinos da humanidade. Deuses com todas as taras de todos os homens de forma a justificar todas as taras do Homem. Que lata!

            Confundiu-O com a Natureza, teve medo e duvidou d'Ele, em Seu nome cometeu atrocidades, negou-O, substituiu-O pelo dinheiro, pelo poder, pela fama, tomou o Seu lugar...Usou-O despudoradamente. Que lata!!

            Se, como humano, me é dado imaginar um Deus, gosto de imaginá-lO como Todo-poderoso ao invés de Omnipotente. A potência é a força bruta, maquinal, automática, imparável e fria. O poder de um Deus é o uso apropriado da força, é a força que emana do espírito, é, por vezes, o poder da própria fraqueza.

            Gosto de imaginá-lO Misericordioso porque a Ele impende zelar pela satisfação das nossas estritas necessidades, não do nosso rol de desvairados direitos. Mas não é apenas justo é, sobretudo, compassivo.

            Gosto de imaginar um Deus Amoroso pois d'Ele quero esperar apenas apoio e consolo e não reclamar-Lhe milagres de cuja justiça eu ignoraria.

            Gosto de acreditar num Deus que será, por certo, infinitamente superior a tudo quanto eu possa imaginar.

 

 

 

 


Publicado por anarka às 22:41
LINK DO POST | Comentar | Adicionar aos Favoritos

Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


procurar neste blog

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

KOISAS RECENTES

"RAP" DISSÍLABO.

UM QUARTO PARA DESCANSAR,...

ESTAR NO 1º ANDAR

UM HALL, UM WC, UMA ESCAD...

A SALA

A COZINHA

A NOVA CASA

AS FORÇAS DA PRIMAVERA.

AS NUVENS, A RIBEIRA E O ...

QUARESMA.

...NO DIA DE S. JOÃO...

A CRISE

PINTADAS DE FRESCA

O FOGÃO

ANGRA ANTIGA E NAIF

LATAS, GARRAFAS E FRASCOS...

DESENHO

COMEMORANDO...

TEATRO

PEQUENÍSSIMA

O SILÊNCIO E O ESCURO

A DIFERENÇA

MONSTROS E MAMARRACHOS

O PÃO E O PETRÓLEO

A CASA PRETA

PAGO PARA VER

MUSAS

DIA MUNDIAL ? DA CIANÇA

SEGUNDA FEIRA

RESTOS

KOISAS VELHAS

Novembro 2010

Outubro 2010

Abril 2010

Março 2010

Junho 2009

Outubro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Abril 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

RUBRIkAS

ana'krónika(8)

kritik'ando(11)

mitografias(4)

pir'opos(2)

pro''postas(7)

todas as tags

subscrever feeds

SAPO Blogs

Logotipo

An'arka
2006 - Código

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o logotipo no teu blog)

Logotipo de outros blogs

Rapariga das Laranjas
Rapariga das Laranjas



Azoriana Blog

Contador

Música